passei muito tempo achando que o único problema era a distância, mas agora vejo que são vários os problemas, principalmente que tu não consegue parar de me machucar de propósito.

Anúncios

dormir

eu não consigo colocar nada pra fora, então numa madrugada de domingo eu tento enfiar tudo dentro da minha cabeça.

dormir

maybe I’ll never tell you (or maybe I’ll will because I’ll tell you everything), but when I’m at home 04:40 in the morning the only thing that goes in my mind is you.

you.

08.01

Hoje foi um dia bem difícil. Meus olhos tão doendo, mas eu não consigo dormir. Fiz tudo que coloquei como meta de fazer: voltar pro Muay Thai, assistir duas aulas e ler um capítulo do livro de mitologia. E ainda assim eu não consigo acalmar minha cabeça. Parece que não tem o botão de desligar. Quando desligo tudo e fecho os olhos, eu não consigo parar de prestar atenção na minha respiração. E é ruim, é muito ruim e é cansativo. E eu não consigo pensar que vai passar, que vai ficar tudo bem, que vai passar. Eu tô cansada. Eu queria que passasse. Eu não acredito que vai passar.

Desculpa pelo tom sombrio de hoje, eu só queria que tu soubesse como eu tô me sentindo hoje.

08.01

03.01 – sete meses e oito anos

hoje a gente mal se falou. meu dia foi bom, talvez o melhor do ano (hehe), mas não sei como foi o teu e tenho a impressão que não foi exatamente um dos melhores. pensei em começar contando do meu dia, mas, nessa data de hoje, achei melhor falar sobre a gente. o problema é que às vezes falo tanto da gente que tenho medo de me tornar repetitiva.

hoje tive muitas reflexões sobre a vida a dois e família. primeiro, logo que acordei, fui ver ‘this is us’, onde tem um dos meus casais fictícios favoritos. eles não tem nada demais, eles são aqueles casais super comuns adultos que moram no subúrbio, trabalham e cuidam das filhas. mas a comunicação dos dois é tão linda. ele sabe lidar com ela e ela sabe lidar com ele e até brigando eles sempre se entendem muito bem. se eu tiver que dizer uma coisa que eu acho que seja de grande importância num relacionamento, pra mim, é uma boa comunicação.

depois, quando eu fui pro riomar, eu fiquei observando as pessoas, mas principalmente as famílias. é até bizarro, mais do que os casais, percebi o tanto de mães com seus filhos e achei tão bonito ver a interação de um ser humano cuidando e moldando uma pessoa. acho que teve a ver com o tema do filme que tinha acabado de ver, espero que tu não esteja me achando estranha.

o que eu quis dizer depois de dividir meus devaneios é que eu pensei em ti. é que eu consigo pensar em ti como alguém que eu posso dividir o futuro como amiga e companheira. não vou mentir, às vezes tenho medo ou algo parecido ao pensar que a gente “só” tem 25 anos. mas sinceramente, acho que isso a gente releva. jajá a gente tem 26.

apesar dos 7 meses e 8 anos, fico triste que a gente ainda esteja nessa pausa, contigo longe. mas ei, cada dia a mais é um a menos, certo?

eu te amo e espero que hoje seja um bom dia.

só não me faça esperar pra sempre.

03.01 – sete meses e oito anos

28.12 – muitas semanas

amor, faz tempo que eu não escrevo, mas eu não esqueci, só foram uns dias meio corridos, essa época do ano. mentalmente, eu to sempre falando contigo. é como se tudo que acontecesse eu quisesse te contar. como tu sempre vai dormir no mínimo seis horas antes de mim, isso é sempre muito tempo.

às vezes me pergunto se eu to sendo otimista e fantasiosa demais quando fico imaginando nosso futuro. pra mim é até estranho porque eu gosto de fazer planos de nós duas como eu nunca pensei com ninguém.

espero que o Natal próximo ano seja melhor que o desse ano. não que o desse ano tenha sido ruim pra mim, mas estando junto contigo (e não bebendo feito uma retardada) vai ser bem melhor.

eu não queria ficar contando dias ainda, até porque nada é certeza, mas , pensar que talvez daqui a um pouco mais de cinco meses eu posso estar te abraçando em um dos meus lugares favoritos do mundo, meu coração chega dá um pulo. eu espero que dê certo e eu espero que a gente dê certo, eu realmente espero.

eu não vejo a hora dos meus dias voltarem a ser cheios de ti, aceito ser acordada todos os dias se isso significar que meu futuro vai ser do teu lado.

something about your feeling, pushing and pulling me in and now my walls fall down

 

28.12 – muitas semanas

12.12 – oito semanas

hoje eu te perguntei qual tinha sido, pra ti, o momento que tu percebeu que estava gostando de mim de uma forma diferente. tu já tinha me contado desse dia, mas eu não sabia que tinha sido nesse momento. esse dia foi muito bom. eu acho que já te disse que nas nossas primeiras vezes uma das coisas que eu mais gostava era que depois era um tempo que a gente tinha só pra nós duas e que a gente conversava por horas. até na nossa primeira vez, acho que a gente conversou até amanhecer.

eu passei o dia pensando qual foi o momento pra mim, mas não cheguei em nenhuma conclusão. porque acho que eu demorei pra me tocar, mas eu já estava apaixonada beeem antes. talvez sempre tenha sido, né.

nem acredito que faz quase dois meses que tu foi.

tem uma música chamada 100 letters e eu fiquei pensando se vou chegar a 100 escrevendo pra ti. mas a letra da música é ruim, então deixa pra lá, apesar da música ser ótima.

falando em música, eu estou nesse momento numa terça-feira às 21:19 escutando o cd “novo” da katy perry. é como o pedro disse, to me identificando com ela sobre se esforçar muito em uma coisa e a coisa acabar uma merda. porém, tem até umas músicas boas, ela só vacilou nas escolhas de singles.

nas conversas antigas que li hoje, tu dizia que teu sonho era conversar comigo sobre minhas músicas favoritas e explicar as letras, ainda to te devendo isso, então tu tem que voltar.

funny that it’s always been all about you from the start

12.12 – oito semanas